OUÇA AO VIVO 750 AM

Testemunhas do caso Maninho dizem não ter provas materiais contra o vereador

Sete testemunhas de acusação do caso Maninho Cem por Cento (PTB) foram ouvidas, ontem (06/02), pela Comissão Processante, da Câmara de São José dos Campos, mas dizem não ter provas materiais contra o vereador.

Dois deles alegaram que pagavam pedágio, mas disseram não ter provas materiais. Outro ressaltou que havia desvio de função de um funcionário da prefeitura para trabalhar em empreendimento do vereador, no horário do expediente na prefeitura, algo foi refutado por um dos presentes.

Comissão ouve testemunhas no Caso Maninho Cem por Cento (PTB)

O funcionário da prefeitura, indicado por Maninho, era chefe de outro servidor, que, por sua vez, disse que fazia eventos para o vereador no horário do trabalho. A pessoa de confiança de Maninho negou que desse estas ordens.

Outra funcionária relatou que nunca o vereador pediu benefícios para ele em todo o tempo em que trabalharam juntos.

No dia 13/02, serão ouvidas as testemunhas de defesa e no dia 20, Maninho. A comissão deve entregar relatório até o dia 05 de março.

Jesse Nascimento

WhatsApp chat