OUÇA AO VIVO 750 AM

São José registra menores índices de criminalidade desde 2002

Foto: Claudio Vieira/PMSJC
Foto: Claudio Vieira/PMSJC

São José dos Campos registrou nos nove primeiros meses deste ano os menores índices de homicídios, roubos, furtos e roubos somados, roubos de veículos e furtos e roubos de veículos somados em comparação ao mesmo período dos últimos 18 anos, considerando os dados desde o início da série histórica, em 2002.

Com a queda dos indicadores de setembro, pela primeira vez em 2019 o total de roubos e furtos de veículos somados foi o menor desde 2002. quantidade de furtos de veículos também está caindo mês a mês. Os 3.937 de janeiro a setembro de 2019 só são maiores que os 3.654 de 2002, no início da série histórica.

De acordo com os dados disponibilizados pela Secretaria de Estado da Segurança Pública nesta sexta-feira (25), nos nove primeiros meses de 2019 foram registrados 34 assassinatos, uma média que não chega a 4 por mês.

Em setembro, foram 2 mortes, sendo 1 homicídio e 1 latrocínio (roubo seguido de morte). Apenas em janeiro o número foi menor, com 1 assassinato. O número de latrocínios também vem caindo e em 2019 ocorreram 2.

Na comparação com 2016, o total de mortes foi reduzido quase pela metade. O decréscimo expressivo e vertiginoso foi de 43%. Naquele ano, o número de homicídios chegou a 60.

ale continua sendo a região mais violenta do Estado 

Com 239 pessoas assassinadas no ano, a RMVale tem 12,6 vítimas de homicídio doloso por 100 mil habitantes, a maior taxa entre todas as regiões do estado e o dobro do índice estadual, de 6,52.

Também supera a média do interior (6,74) e está bem acima da de Campinas (7,36), a segunda maior do estado. Ganha ainda da capital (5,82) e da Grande São Paulo (6,87).

Os dados são da SSP (Secretaria de Estado da Segurança Pública) e foram divulgados nesta sexta-feira. A taxa refere-se a homicídios registrados entre outubro do ano passado e setembro deste ano.

As 239 mortes violentas ocorreram entre janeiro e setembro deste ano, sendo 228 em homicídios dolosos (intenção de matar) e 11 em latrocínios (roubo seguido de morte).

Trata-se do maior número de assassinatos no interior do estado, bem acima da segunda colocada, de novo Campinas, com 206 assassinatos –197 homicídios e nove latrocínios.

WhatsApp chat