Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, liga Temer a corrupção

Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, liga Temer a corrupção

Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, liga MichelTemer a corrupção. Ela vê indícios de que o presidente praticou corrupção passiva e recebeu repasses da Odebrecht, que configuram o crime.

A Manifestação foi enviada em documento no qual PGR (Procuradoria Geral da República) pede para que inquérito sobre Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Minas e Energia) seja enviado à Justiça Federal, não Eleitoral. Temer nega ter cometido irregularidades.

A PGR disse que os três agiram de forma consciente no suposto esquema. No documento assinado por Raquel Dogde diz que “Os investigados tinham plena ciência do esquema criminoso e da origem das quantias ilícitas, tendo atuado concertadamente, em divisão de tarefas, de modo livre, consciente e voluntário”.

Jesse Nascimento

Veja mais:

Julgamento de Lula acontece hoje no STF

Desenvolvedor Web - Relbert Ribeiro