OUÇA AO VIVO 750 AM

Prefeitura de São José e Estado discutem melhorias na entrega de remédio

Farmácia Central de São José dos Campos
Farmácia Central de São José dos Campos

Representantes da Prefeitura (Secretaria de Saúde) e do Governo do Estado (Departamento Regional de Saúde, DRS-17) se reuniram na manhã desta segunda-feira (21), no Paço Municipal, para tentar encontrar uma solução para a questão da distribuição dos medicamentos de alto custo estadual na Farmácia Central de São José dos Campos.

Embora os medicamentos sejam de responsabilidade do Estado, por meio do Núcleo de Assistência Farmacêutica (NAF), a Prefeitura se colocou à disposição para contribuir na melhora do sistema de entrega, tendo em vista os problemas recorrentes de atrasos e longas filas que prejudicam a população.

Entre as propostas apresentadas para tentar resolver de vez os problemas, está a transferência do estoque de 3 meses dos medicamentos direto para o Almoxarifado da Secretaria de Saúde da Prefeitura, que passaria a administrar a logística de distribuição. Hoje, o NAF não tem espaço suficiente para guardar um estoque para este período, ocasionando constantes problemas de atraso na distribuição.

Além desta mudança, as partes decidiram que os médicos reguladores que hoje trabalham no NAF devem ser transferidos para a Farmácia Central, para agilizar a autorização dos processos dos medicamentos.

Hoje, após dar entrada na documentação para requisição do remédio, o tempo de espera até a liberação pode chegar a 60 dias ou mais. Com o novo modelo, tendo o médico autorizador dentro da Farmácia Central, a Prefeitura acredita que a liberação será praticamente imediata se toda a documentação estiver correta.

Nos próximos dias, técnicos da Prefeitura e do Estado voltarão a se reunir para desenhar as adequações necessárias no sistema de informatização. Após os ajustes, a previsão é que o novo modelo já esteja em operação até janeiro, trazendo grandes benefícios para a população.

Hoje, os medicamentos de alto custo municipal já são entregues nas Unidades Básicas de Saúde. Os medicamentos dos servidores do Famme e os psicotrópicos, que hoje ainda são distribuídos na Farmácia Central, passarão a ser entregues, respectivamente, na UES (Unidade de Especialidades de Saúde) e no CVV (Centro de Valorização da Vida).

WhatsApp chat