OUÇA AO VIVO 750 AM

Polícia Militar no Vale não perde policiais para novos BAEPs, mas sim vagas efetivas não preenchidas

Polícia Militar no Vale não perde policiais para novos BAEPs (Batalhões de Ações Especiais da Polícia), mas sim vagas efetivas não preenchidas. Essa foi a explicação do comandante da Polícia Militar do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira, Lourival da Silva Júnior.

Ele destacou que não haverá o deslocamento de 64 PMs para o novo BAEP de Presidente Prudente: “Na verdade não é bem isso que está acontecendo. O BAEP de São José não será desmontado. O que houve é que a PM faz uma reestruturação de cargos não providos e tivemos a diminuição destes cargos, que não estavam ocupados”.

Hino Nacional já é executado nas escolas em São José dos Campos

Isso já aconteceu também em 2015, quando o BAEP de São José foi criado e vagas de outras regiões foram destinadas para cá.

Criminalidade na Região

Sobre os índices de criminalidade na região, ele comenta e começa a avaliação pelos furtos e roubos de cargas. “Em relação a roubo de cargas, nós tivemos no ano passado menos 19%. Estamos em uma tendência de estabilização. Há uma tendência de diminuição”, ressaltou Silva Júnior.

Sobre roubo e furtos de veículos, o comando da PM comemora a redução expressiva nos números: “Em 2018, tivemos menos 430 veículos roubados e furtados e roubados na região. É um número expressivo”, frisou.

O que incomoda o coronel ainda são os números de homicídios que estabilizaram de um ano para o outro, mas ainda é alto. Silva Júnior explica: “Em 2016 tivemos 452 homicídios. Em 2017 foram 350. Houve redução de 102 casos no Vale. O desafio era estabilizar ou diminuir os números. Estabilizou o problema”.

Jesse Nascimento

WhatsApp chat