OUÇA AO VIVO 750 AM

Polícia investiga suposto golpe que teria lesado cerca de 100 pessoas em Jacareí

A Polícia Civil de Jacareí investiga as atividades de uma corretora de valores, com sede em Jacareí, acusada de ter aplicado um golpe de mais de 20 milhões de reais nos últimos meses. Cerca de 100 pessoas compareceram, nesta terça-feira (2), ao 1º Distrito Policial para registrar um Boletim de Ocorrência contra uma mulher, apontada como proprietária de empresa.

polícia
A ocorrência foi registrada no 1º Distrito Policial de Jacareí

De acordo com relato de vítimas, elas integravam um grupo de investidores, cujo contrato de parceria comercial era firmado com a corretora, que tem sede no bairro Villa Branca, região leste da cidade. A empresa mantinha uma espécie de parceria com uma fábrica de roupas na cidade de São Paulo. A promessa era de que os lucros obtidos com a venda de vestuários seriam repassados pela fabricante à corretora que os repassaria aos ‘investidores’.

Ainda segundo relato das vítimas, na última sexta-feira, dia 28 de junho, a proprietária da corretora de valores teria informado que a suposta fábrica de roupas teria ‘quebrado’ e ela, a empresária, estaria tentando encontrar uma forma de devolver os valores devidos aos investidores.

Desde então, ainda segundo as pessoas que procuraram a Polícia Civil de Jacareí, a proprietária da corretora não mais responde aos contatos telefônicos das vítimas e nem tão pouco teria sido localizada em sua residência, no bairro Jardim Califórnia, na mesma região.

Algumas pessoas relataram à Polícia Civil que até chegaram a ser beneficiadas nos últimos meses com o repasse dos lucros da suposta fábrica de roupas, mas suspeitam terem sido vítimas de uma espécie de pirâmide financeira que teria sido omitida pela investigada.

Segundo a Polícia, apenas no primeiro Boletim de Ocorrência registrado nesta terça-feira (2) em Jacareí, há o relato de 12 pessoas e um prejuízo estipulado em R$ 700 mil.

A proprietária da empresa acusada de estelionato ainda não foi localizada.

Fonte: Diário de Jacareí

WhatsApp chat