OUÇA AO VIVO 750 AM

Paulo Skaf se reúne com empresários da região do Vale do Paraíba

No evento, Skaf irá debater com as lideranças empresariais da região a conjuntura política e econômica, as reformas da previdência e tributária, entre outros assuntos.
O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, fala durante encontro com lideranças empresariais, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

O presidente da FIESP e do CIESP participa do encontro Diálogo pelo Brasil, em São José dos Campos. No evento, Skaf irá debater com as lideranças empresariais da região a conjuntura política e econômica, as reformas da previdência e tributária, entre outros assuntos. 

Durante os encontros que tem realizado pelo estado de São Paulo, Skaf tem ressaltado a importância das reformas da Previdência e Tributária, como pilares para a retomada do crescimento

“Confiamos que o Senado Federal aprovará a Reforma da Previdência, pois ela evita que as contas públicas do país entrem em colapso na próxima década ao garantir uma economia da ordem de R$ 1 trilhão”, diz Skaf.

Skaf também tem defendido a Reforma Tributária como essencial para quem trabalha e produz. “A simplificação na cobrança de impostos aumentará a eficiência e baixará o custo para quem paga e para quem recebe. Isso é o que todos esperamos”. No entanto, ele lembra que é necessário ouvir as propostas, avaliar cuidadosamente quais tributos devem ser reunidos e qual a alíquota definida a fim de se evitar perdas e construir a melhor solução possível para todos: “Falar de imposto único é um sonho, mas quem fala ou é desinformado ou está fazendo marketing. Reforma Tributária com Estados quebrados e governo sem dinheiro é perigoso, pois dependendo da reforma aprovada poderá existir aumento de carga tributária”, alerta.

“O primeiro passo em direção à rota de crescimento já foi dado. A convergência obtida na reforma da previdência deve servir de exemplo para o próximo desafio: uma reforma tributária que destrave a economia e gere os empregos que precisamos”, conclui Skaf.

Paulo Skaf, que é do MDB tentou em 2018 ser governador do estado e acabou ficando em terceiro lugar, depois acabou apoiando o também candidato derrotado em segundo turno Márcio França (PSB)

WhatsApp chat