OUÇA AO VIVO 750 AM

Para ex-prefeitos de Jacareí, rejeição da contas ‘é mais uma manobra política da atual administração’

Os ex-prefeitos de Jacareí, Marco Aurélio de Souza (2001 a 2008) e Hamilton Mota (2009 a 2016), ambos do PT, afirmaram nesta quinta-feira (14), através de nota, que consideram que, na legislatura atual, inexiste a preocupação em discutir os rumos da cidade. De acordo com eles, conforme “essa rejeição é mais uma manobra política orquestrada pela atual Administração”.

Câmara de Jacareí reprova contas e deixa ex-prefeitos do PT na ‘berlinda’ para eleições de 2020

Na quarta-feira (13), a Câmara Municipal acatou os pareceres do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE/SP) e rejeitou, por onze votos a dois, as contas da Prefeitura de Jacareí referentes aos exercícios de 2006, 2011 e 2012. As contas de 2006 são do segundo ano do último mandato do ex-prefeito Marco Aurélio de Souza. Já as de 2011 e 2012 são do governo Hamilton Mota.

“As gestões Marco Aurélio e Hamilton Mota mudaram Jacareí, e não é justo que as contas sejam rejeitadas, quando as finanças foram colocadas em dia e todos os apontamentos feitos pelo Tribunal de Contas foram devidamente esclarecidos aos vereadores, o que demonstra que a rejeição não foi feita baseada em análise técnica, mas sim com interesses políticos menores”, afirmam em nota enviada por sua assessoria.

De acordo com Marco Aurélio e Hamilton, a decisão da Câmara é mais uma maneira de tentar abafar a falta de projetos e ações que melhorem a cidade, ‘que está praticamente abandonada, sem nem mesmo a manutenção básica’.

“Como já foi dito, a atual Administração já está no terceiro ano de governo e a impressão é de que subestimam a inteligência do cidadão. É notório o desencanto da população com a atual gestão, e os moradores se sentem enganados quando se lembram do que foi prometido nas eleições e o que está acontecendo na cidade”, afirmam oe ex-prefeitos de Jacareí.

Marco Aurélio e Hamilton Mota se dizem ainda indignados, afirmando que a atual gestão está mais preocupada em tentar inviabilizar uma possível candidatura a prefeito “que possa colocar fim ao atual desmando político da cidade”, reforçam. Eles afirmam ainda que o atual governo Izaias Santana (PSDB) deveria estar se ocupando em resolver o problema do Plano Diretor e a falta de crescimento de Jacareí, “bem como a suspensão de convênios por parte do governo do Estado, fazendo com o Município deixe de receber milhões de reais”, finalizam.

Angelo Ananias (do Diário de Jacareí)

WhatsApp chat