Nível de água dos reservatórios do Sistema Cantareira continua aumentando

O nível de água dos reservatórios do Sistema Cantareira passou de 15,3% para 15,6% de ontem para hoje (19), de acordo com dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Segundo a empresa, choveu 0,1 milímetro (mm) no manancial, acumulando 157,6 mm no mês, enquanto a média histórica para o período é de 178 mm.

A Sabesp implantou, porém, nova metodologia de cálculo, que reduz o índice para 12%. Por recomendação do Ministério Público, a Sabesp agora passa a informar a quantidade de água disponível no sistema em relação ao total possível de ser armazenado, considerando os dois volumes mortos (reservas técnicas) autorizados pelos órgãos reguladores: de 182,5 milhões de metros cúbicos (m³) e de 105 milhões de m³, respectivamente.

Até ontem (17), a Sabesp informava o nível do sistema em relação apenas ao volume útil, sem considerar os volumes mortos. O volume total armazenável no Sistema Cantareira é de 1.269,5 milhões de m³ de água: 982 milhões de m³ do volume útil, somados aos 287,5 milhões de m³ dos dois volumes mortos.

De ontem para hoje houve pequenos ganhos também nos sistemas Guarapiranga (de 76,8% para 77,4%), Alto Tietê (de 22% para 22,2%) e no Rio Claro (de 40,5%, para 40,6%). Em contrapartida, a Sabesp registrou quedas nos níveis dos sistemas Rio Grande (de 98,3% para 98,1%) e Alto Cotia (de 56,7% para 56%).

Agência Nacional

Desenvolvedor Web - Relbert Ribeiro