Nicarágua vive um dia de saques e barricadas nas ruas

A Nicarágua passou o dia de ontem (13) em clima de tensão e apreensão. Estabelecimentos comerciais de seis das principais cidades do país foram saqueados, enquanto várias ruas da capital Managua ficaram tomadas por barricadas colocadas pelos manifestantes. Nos últimos dias, os protestos contra o governo do presidente Daniel Ortega somam pelo menos 54 mortos, segundo organizações não governamentais.

Os ataques aos mercados e lojas ocorreram nas cidades de Chinandega, Boaco, Granada, León, Managua e Masaya. Não houve reações dos comerciantes que temeram o agravamento da situação. A Polícia Nacional foi chamada a tomar providências.

A série de ataques ocorre em meio à Conferência Episcopal, organizada para acalmar os ânimos e convocar um diálogo em busca de mediadores.

Há 25 dias, a Nicarágua vive em clima de guerra por causa de manifestações contra a reforma de seguridade social e atos de repressão promovidos por forças de segurança do governo federal. O presidente Ortega tem sido alvo de críticas constantes.

Agência Brasil

Desenvolvedor Web - Relbert Ribeiro