OUÇA AO VIVO 750 AM

Manifestação Revap tem confronto com a PM

Manifestação de trabalhadores terceirizados tem confronto com a Polícia Militar na manhã de hoje (06/02), na Rodovia Presidente Dutra, na altura da Revap, em São José dos Campos.

Os policiais militares usaram da força para desobstruir a rodovia e o protesto durou cerca de 20 minutos, por volta das 06h30. A alegação dos sindicatos é que uma empresa terceirizada vai contratar 250 trabalhadores, 50 já foram admitidos, porém o acordo coletivo não está assinado. Outra reclamação dos manifestantes diz respeito a contratação de trabalhadores de outras regiões.

GM tem dia D e insiste em regras novas para novos trabalhadores lesionados

Alguns trabalhadores foram proibidos de entrar para trabalhar e voltaram para casa. Quem insistiu entrar na fábrica teve o carro apedrejado.

A Polícia Rodoviária Federal está no local e a Polícia Militar se concentra em uma das portarias da Revap. A situação é tranquilidade agora.

O Comando da Polícia Militar divulgou nota para esclarecer o caso:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Na manhã de hoje, a Polícia Militar foi acionada por trabalhadores da empresa REVAP, informando que manifestantes encontravam-se defronte a uma das portarias de entrada, estariam agressivos e impedindo a entrada dos funcionários que não aderiram ao protesto e que queriam ingressar na empresa a fim de trabalhar.

Foi realizado contato por parte da Polícia Militar, a fim de mediar essa condição e liberar a passagem daqueles trabalhadores dispostos a entrar, porém os manifestantes não cederam e passaram a hostilizar os policiais militares e arremessar objetos e pedras contra a portaria da empresa (causando danos em veículos de funcionários e a uma guarita), sendo necessária ação policial para a retirada desses manifestantes.

Cerca de 60 desses manifestantes, adentraram a pista marginal da Rodovia Presidente Dutra, praticando atos de vandalismo contra usuários da via e contra os policiais militares, sendo feita nova ação a fim de dispersar os vândalos e restabelecer o trânsito, para garantir o direito de locomoção a quem estava na rodovia naquele momento.

Dois manifestantes foram detidos e encaminhados à Delegacia da Polícia Federal, pela prática dos crimes de Resistência, Desobediência e Dano ao patrimônio público, sendo que a ocorrência permanece em andamento.

Jesse Nascimento

WhatsApp chat