OUÇA AO VIVO 750 AM

Intervenção na Santa Casa de Jacareí deverá ser prorrogada por mais seis meses

A Prefeitura Municipal deverá anunciar nos próximos dias a prorrogação da intervenção na Santa Casa de Jacareí por um período de mais seis meses. O período em vigência, prorrogado em novembro do ano passado, vence no final de junho.

O acordo foi celebrado durante reunião entre o prefeito Izaias Santana (PSDB) e representantes da Irmandade na tarde de terça-feira (4). Nesta quarta-feira (5), faz 16 anos que a administração do hospital foi assumida pela Prefeitura, durante a gestão do ex-prefeito Marco Aurélio de Souza (PT), em 2003.

De acordo com a arquiteta Maria Luiza Porto Mello, provedora da Santa Casa, nesta quinta-feira (6) haverá uma reunião entre membros da diretoria do hospital para priorizar algumas demandas, entre elas a definição de uma nova administração, e do parceiro que deverá transformar parte das instalações em um ‘hospital-escola’.

Os entendimentos estão avançando na direção de uma das duas faculdades de medicina de São José dos Campos, a Humanitas e a recém-chegada Anhembi-Morumbi. “A reunião com o prefeito Izaias foi ótima, avançamos bastante, nossa relação é a melhor possível. Até sexta-feira pretendemos pontuar para o atual governo algumas ações emergenciais antes da retomada do prédio, como estrutura física do imóvel e uma reforma do telhado”, afirmou Malu.

DÍVIDAS
A Santa Casa de Jacareí fechou 2018 com dívidas de cerca de R$ 100 milhões. A informação foi confirmada pelo secretário de Governo, Celso Florêncio, durante audiência pública realizada na noite do dia 29 de maio, na Câmara Municipal. O evento foi convocado pela Comissão de Saúde e Assistência Social do Legislativo para discutir o possível fim da intervenção do Município no hospital.

De acordo com Florêncio, a dívida total até 2018 estava em torno de R$ 100 milhões, sendo que 27% constituem-se em dívida de curto prazo, como fornecedores, obrigações sociais, fiscais e trabalhistas.

Os maiores credores da dívida são o Governo Federal (R$ 54,4 milhões), por meio do Programa de Fortalecimento das Entidades Privadas Filantrópicas do Sistema Único de Saúde (PROSUS), a Caixa Econômica Federal (R$ 9,3 milhões) e a Timemania (R$ 3,6 milhões), este último referente a parcelamento de débito de FGTS.

Recentemente, durante entrevista à Rádio Piratininga (AM 750), o prefeito Izaias Santana afirmou que o Município arcará com o pagamento integral das dívidas contraídas pela Santa Casa durante o período de intervenção.

 

Fonte: Diário de Jacareí

WhatsApp chat