OUÇA AO VIVO 750 AM

Futuro da GM em São José dos Campos segue indefinido. Sindicato não aceita retirada de direitos

Futuro da GM em São José dos Campos segue indefinido.  A reunião que aconteceu nesta manhã (22/01), com a presença dos representantes da empresa, os prefeitos de São José dos Campos, Felício Ramuth (PSDB), e de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), e representantes dos Sindicatos dos Metalúrgicos de São José e de São Caetano não teve resultados concretos.

O encontro serviu para que a GM apresentasse aos representantes dos trabalhadores e aos prefeitos uma pauta de reivindicações comuns para atrair novos investimentos e manter os empregos nas plantas das cidades paulistas. O sindicato frisou a posição de que não aceita a retirada de direitos dos trabalhadores.

Uma nova reunião está agendada para esta tarde (22/01), a partir das 15h00. Neste encontro, representantes da General Motors ficaram de apresentar aos sindicalistas, de São José dos Campos, as principais demandas da montadora. De qualquer maneira, amanhã, pela manhã, já está marcada uma assembleia geral com os trabalhadores da planta de São José.

O prefeito de São José dos Campos, Felício Ramuth, reafirmou que o governo Estado já teve cinco reuniões com a GM para garantir os investimentos e empregos nas cidades paulistas.

A reunião na unidade de São Caetano do Sul ficou para a amanhã cedo, mas a garantia de uma nova linha de carros está prevista para ocorrer na fábrica do ABC Paulista.

Jesse Nascimento

Veja mais

Funcionários da Ford, em Taubaté, entram em greve por tempo indeterminado

WhatsApp chat