OUÇA AO VIVO 750 AM

Exclusivo: Maninho se defende e diz que é alvo de ciumeira e armação (Ouça)

Maninho Cem por Cento (PTB) se defende e diz que é alvo de ciumeira e armação nos processos aos quais responde na Câmara de São José dos Campos e na Justiça Comum. Ele se defende e diz que “verdade já veio à tona na última semana”.

Na Câmara, o vereador é alvo de Comissão Processante, na qual é acusado de receber vantagens indevidas de pessoas indicadas por ele à prefeitura da cidade.

Em entrevista exclusiva à Rádio Piratininga, Maninho falou pela primeira vez e não poupou críticas a ex-aliados. Para ele, o “momento é de colocar as cartas na mesa, porque até agora foi muito sofrimento, mentiras, pessoas maldosas e malintencionadas, entendeu? E grande parte da verdade já veio à tona na quarta-feira passada (06/02). Eu sempre fui uma pessoa correta, honesta e de repente a gente passa por uma pessoa corrupta, um vereador malintencionado, são pessoas que não me conhecem”, destacou o vereador.

Maninho explica que o convite feito a uma pessoa do bairro, que fora candidato a vereador e teve mais de 700 votos, Luciano Sã, para ser assessor no gabinete dele, gerou a crise de relacionamento e as denúncias contra ele por parte dos ex-aliados Reginaldo Pedrosa e Paulo Ferreira.

Eduardo Cury (PSDB) é a bola da vez no Congresso

O vereador relatou a nós ameças dos dois. “Eles faziam ameaças, então eu falei aguenta, calma que vai dar certo e com muito custo agente vai conseguiu colocar eles para trabalhar e trabalharam em 2017 e chegou no fim do ano foram demitidos…E alegaram que fui eu que pedi para eles serem mandados embora. Eu não tenho culpa, eu cuido do meu gabinete, eu mando aqui na minha equipe”, frisou Maninho.    

Maninho ressalta que os dois foram contratados pela prefeitura por indicação dele, mas que após a perda das funções, ele novamente passou a ser alvo de ameaças. “Eles passaram a fazer maldades”. 

O petebista diz também ter sido procurado por Paulo Ferreira, após oitiva da Comissão Processante da Câmara, no último dia 06 de fevereiro, mas que percebeu que Ferreira ainda muito magoado. 

Por fim, Maninho se coloca como vítima de uma armadilha a respeito do processo que tramita na segunda instância da Justiça Comum, no qual é acusado de manter funcionário de gabinete em negócio próprio no horário de expediente. 

Outro lado

Paulo Ferreira será ouvido pela nossa reportagem nesta sexta-feira (15/02) para contar a versão dele dos fatos. Nós não conseguimos contato com Reginaldo Pedrosa, mas o nosso canal está aberto para que ele se posicione a respeito das acusações feitas por Maninho Cem Por Cento.

Ouça a entrevista exclusiva de Maninho à rádio Piratininga.

Jesse Nascimento

WhatsApp chat