Deputado briga por mini-hospital de transplantes para São José

Deputado briga por mini-hospital de transplantes para São José dos Campos e Região do Vale do Paraíba. Itmamar Cóppio (MDB) assumiu a cadeira deixada por Milton Vieira (PRB), na Assembleia Legislativa de São Paulo. O médico vai em busca de recursos para a área e não abre mão de conversar com o governador João Doria (PSDB) para viabilizar estes recursos para o Hospital Municipal e para a Santa Casa de São José.

Deputado Federal eleito, Milton Vieira (PRB), quer central de transplantes em São José dos Campos

Coppio lista as prioridades nos últimos 40 dias de mandato: “Não temos no Hospital Municipal ressonância magnética e existe um volume muito grande de pacientes sendo colocados na maca, entubados, com certo risco e que vão para outros hospitais, como a Santa Casa, fazer exames. A primeira coisa que estou fazendo é pedir ao governador (João Doria) comprar um aparelho de ressonância magnética, que custa R$ 2,5 milhões”.

Ele também quer trazer para São José dos Campos a OPU (Organização de Procura de Órgãos), uma vez que é preciso notificar a OPU Campinas. A Organização funcionaria no Hospital Municipal, bancado pelo governo do estado. O investimento é relativamente baixo, segundo o deputado. Ele lembra que todas as regiões do estado possuem uma OPU, só o Vale que não.

Coppio tem como projeto principal a criação do mini-hospital de transplantes em São José: “Em São José a gente fabrica desde prego até avião e só falta para cá, para região, para descentralizar de São Paulo, a criação de um centro de referência em transplante de órgãos e que funcionaria na Santa Casa. Vou conversar com o governador e colocar a necessidade disso”, destacou o parlamentar.

Ele também está preocupado com a falta de repasse do governo em relação aos exames de hemodiálise na região. Só para São José a dívida do governo com a Santa Casa é de R$ 800 mil.

Ouça abaixo a entrevista.

Jesse Nascimento

Desenvolvedor Web - Relbert Ribeiro