OUÇA AO VIVO 750 AM

Defesa Civil de São José se prepara para Operação Chuvas de Verão

Novo bote da Defesa Civil, que poderá ser utilizado em rios e represas durante ações da Operação Verão 2019/2020; agentes participarão de oficina preparatória nesta semana - Foto: PMSJC
Novo bote da Defesa Civil, que poderá ser utilizado em rios e represas durante ações da Operação Verão 2019/2020; agentes participarão de oficina preparatória nesta semana – Foto: PMSJC

Nove agentes da Defesa Civil de São José dos Campos participarão nesta quinta-feira (17) e na sexta (18), em Campos do Jordão, de Oficina Preparatória para a Operação Chuvas de Verão 2019/2020.

O treinamento será ministrado pela Secretaria de Estado da Casa Militar, por meio da Cepdec/SP (Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil), e englobará representantes da Defesa Civil das cidades da RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira).

O subsecretário de Estado de Proteção e Defesa Civil, tenente-coronel Henguel Ricardo Pereira, estará presente na abertura do evento nesta quinta.

Por sua importância estratégica, a RMVale receberá a primeira oficina. Até 29 de novembro, serão promovidos treinamentos envolvendo também representantes das regiões metropolitanas de São Paulo, Baixada Santista e Campinas, além de municípios das regiões de Sorocaba, Registro e Itapeva.

Preservação de vidas

Com o objetivo de preservar vidas e reduzir danos materiais, a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil realiza nos meses que antecedem a temporada de chuvas treinamentos para capacitação e especialização dos agentes municipais que operam os PPDC’s (Planos Preventivos de Defesa Civil).

O objetivo é levar conhecimentos fundamentais a respeito de práticas operacionais preventivas para minimizar os efeitos de eventos como deslizamento de terra e inundações.

Na oficina desta quinta e sexta em Campos do Jordão, serão ministradas palestras de lideranças da Defesa Civil Estadual, da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social, da Somar Meteorologia, da Cruz Vermelha de São Paulo, do Instituto Geológico e do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas).

Serão abordados temas pertinentes ao período de chuvas, incluindo um modelo de vistoria técnica.

Durante os encontros, temas como registro de comunicação preliminar de ocorrência, procedimentos de assistência humanitária, estrutura dos planos preventivos, índices acumulados de chuva, informações meteorológicas e exercício práticos são abordados pelos pesquisadores.

Entre outros, serão tratados ainda os os seguintes assuntos: legislação básica aplicada à proteção e defesa civil, geologia, meteorologia, registro de comunicação preliminar de ocorrência no Sidec (Sistema Integrado de Defesa Civil), procedimentos de assistência humanitária, situações de anormalidade, estrutura dos PPDC’s, valores acumulados de chuva, informações meteorológicas, vistoria de campo e exercícios práticos.

Os ensinamentos adquiridos serão repassados posteriormente para os demais agentes e voluntários da Defesa Civil de São José.

Operação Verão 

A Operação Verão da Defesa Civil é realizada todos os anos, entre 1º de dezembro a 31 de março, período de maior incidência de chuvas, podendo ser prorrogada em caso de necessidade. É desenvolvida em conjunto com órgãos estaduais e concessionárias de serviços.

O trabalho envolve o monitoramento dos índices pluviométricos e da previsão meteorológica, vistorias de campo, orientações e atendimentos emergenciais. O objetivo é realizar ações preventivas e manter um sistema de alerta para atendimento de emergências.

As ações consistem no monitoramento remoto das condições meteorológicas e na apuração das ocorrências que chegam à Central 190. O monitoramento é feito por meio das informações fornecidas pelo Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais), que tem sede em São José.

Os agentes também contam com as previsões de tempo da Defesa Civil Estadual, que abrangem o período de 72 horas. Com as informações disponíveis, o órgão pode decidir enviar equipes para vistoriar áreas de risco no local.

Pluviômetros

Em dezembro, com a proximidade da estação mais quente do ano, começam também as chuvas de verão, e a preocupação com cheias de rios, enchentes, raios, deslizamentos de terra e escorregamentos de encostas.

Para evitar e minimizar eventuais prejuízos, a Defesa Civil monitora todas as regiões da cidade.

Em São José existem pluviômetros automáticos instalados nos bairros Buquirinha, Chácara Boa Vista, Freitas, Vila Paiva, Jardim Santa Matilde/Vila Cândida e Altos de Santana, todos na região norte.

Há equipamentos também no Rio Comprido (sul), Residencial Flamboyant e São Leopoldo (sudeste) e Jardim Jussara/Jardim Paulista (leste).

Capacitação

Considerada uma das melhores do Estado de São Paulo em infraestrutura e equipes capacitadas, a Defesa Civil de São José dos Campos constantemente promove e participa de treinamentos, simulados e cursos para aprimoramento das atuações dos agentes e voluntários em situações críticas.

Em agosto e setembro, as equipes participaram de simulados de acidente de grandes proporções na Via Dutra e de emergência no Aeroporto de São José.

Criada no município em maio de 1983, a Defesa Civil conta com servidores e voluntários treinados para agir em casos de inundações, soterramentos, quedas de barreiras, desabamentos e incêndios.

A equipe atual é formada por equipe de 23 agentes e cerca de 100 voluntários treinados.

A estrutura da Defesa Civil é mantida pela Prefeitura de São José dos Campos. O órgão também recebe compartilhamento de recursos de instituições, organizações, empresas e da própria comunidade.

Desde o início da atual Administração, em 2017, a Prefeitura tem investido na capacitação dos profissionais e na compra de novos equipamentos, carros e uniformes para melhoria constante do atendimento à população.

Trabalho voluntário

Com o objetivo de melhorar ainda mais o trabalho e ampliar o engajamento popular, o atual Governo criou dois Nupdecs (Núcleos de Proteção e Defesa Civil) no distrito de São Francisco Xavier (zona norte) e na região leste.

Os Nupdecs são grupos formados por moradores voluntários de bairros considerados áreas de risco. O objetivo é prevenir e reduzir a ocorrência de desastres, naturais ou provocados.
Qualquer pessoa pode auxiliar o trabalho da Defesa Civil. Para se tornar um voluntário é preciso se inscrever e passar por treinamento para situações de emergência, oferecido pela Defesa Civil.

O trabalho é feito em conjunto com a Defesa Civil, que oferece capacitação aos moradores para que tenham condições de auxiliar no reconhecimento de sinais que indiquem situações de risco e para atuarem preventivamente na comunidade.

Serviço

Oficina Preparatória para Operação Chuvas de Verão

Datas: Quinta-feira (17) e sexta-feira (18)

Horário: Das 9h às 17h

Local: Hotel Leão da Montanha (Rua Doutor Raul Mesquita, 443, Capivari, Campos do Jordão)

WhatsApp chat