OUÇA AO VIVO 750 AM    

Compartilhamento de bikes chega ao Urbanova e ao Satélite em breve

Compartilhamento de bikes chega ao Urbanova e ao Satélite em breve. A ideia de uma das empresas, a Serttel, que opera as bicicletas Samba em São José dos Campos é estar com o serviço ativo nestes dois bairros em até dois meses.

Os estudos estão sendo finalizados com apoio da prefeitura da cidade. Hoje, a Serttel opera com 100 bicicletas e vai dobrar este número. A Yellow, outra empresa a explorar o serviço foi contatada, mas não quis fornecer detalhes a respeito da expansão do serviço na cidade.

A adesão da população joseense ao serviço surpreende a Serttel. O gerente da filial de São José dos Campos da empresa, Yuri Callegari, em entrevista à Rádio Piratininga, explica o funcionamento das bikes para quem ainda não conhece o serviço de compartilhamento e fornece outros dados interessantes, como a incidência da taxa de vandalismo e roubos. Ele revela que desde o início das operações, no fim do ano passado, foram sete bikes roubadas e sete vandalizadas. Todas recuperadas por completo ou em partes.

Ouça aqui a entrevista com o representante da Sertell.

A Yellow por meio de nota admite ter problemas com furto e vandalismo, mas não divulga números. A empresa se posicionou recentemente sobre ato de vandalismo em um dos equipamentos em São José dos Campos: “A bicicleta na Vila Cândida foi recolhida pela Yellow na própria quarta-feira, 02/01, quando a empresa recebeu a denúncia. Ela está na oficina passando pelos reparos necessários e logo será devolvida à operação. A empresa ainda lembra que, para evitar casos como estes, as suas bicicletas foram desenvolvidas com peças exclusivas, que não se adaptam a outros modelos. Além disso, todas as bicicletas Yellow são rastreadas por sistema GPS – o que já evitou episódios indesejados e ainda levou à recuperação de bicicletas e à apreensão de pessoas envolvidas nesses casos. A empresa toma conhecimento destes casos por meio dos guardiões – sua equipe de rua, destinada ao monitoramento e organização das operações – ou por meio de denúncias feitas pelos próprios usuários, tanto no aplicativo como à polícia, com a qual a Yellow atua em parceria”.

Jesse Nascimento

Veja mais:

Projeto quer levar pediatra a creches municipais para prevenção de doenças infantis

WhatsApp chat