OUÇA AO VIVO 750 AM

Câmara de Jacareí reprova contas e deixa ex-prefeitos do PT na ‘berlinda’ para eleições de 2020

A Câmara de Jacareí acatou os pareceres do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE/SP) e rejeitou, por onze votos a dois, nesta quarta-feira (13), as contas da Prefeitura de Jacareí referentes aos exercícios de 2006, 2011 e 2012. As contas de 2006 são do segundo ano do último mandato do ex-prefeito Marco Aurélio de Souza. Já as de 2011 e 2012 são do governo Hamilton Mota.

A decisão deixa os ex-prefeitos na ‘berlinda’ e coloca em ‘xeque’ uma possível candidatura de um deles ou dos dois (neste caso, em disputa para cargos distintos) nas eleições municipais de 2020.

Na opinião do líder do PT na Câmara, vereador Arildo Batista, o motivo principal do julgamento não foi a ‘análise técnica’ das contas, mas uma ‘manobra política’ para impedir os ex-prefeitos de concorrerem nas eleições no ano que vem.

Para o líder do governo na Câmara, vereador Rodrigo Salomon (PSDB), pesa o fato de que em fevereiro de 2012 o juiz de Direito da 1ª Vara Cível de Jacareí, Paulo Alexandre Ayres de Camargo, julgou procedente ação ajuizada pelo ex-prefeito Marco Aurélio que visava à anulação de decreto legislativo que rejeitou as contas de sua gestão, em 2006.

Os ex-prefeitos não se manifestaram a respeito da decisão da Câmara.

Angelo Ananias (do Diário de Jacareí)

WhatsApp chat