Bolsonaro e Haddad disputarão o segundo turno presidencial

Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) farão o segundo turno das eleições presidenciais no Brasil. Com mais de 98,26% das urnas apuradas em todo o Brasil, Jair Bolsonaro (PSL) soma 46,37% dos votos para presidente e Fernando Haddad (PT) possui 28,81%. A partir deste resultado, ambos se enfrentam no segundo turno das eleições, no dia 28 de outubro.

O candidato do PSL disparou nas pesquisas desde o início, permanecendo sempre na liderança da apuração das urnas, mas caiu alguns pontos percentuais. Em um primeiro momento até havia a expectativa de uma eleição já no primeiro turno. Já Haddad manteve distância confortável ao candidato do PDT, Ciro Gomes.

O candidato da extrema-direita venceu em todos os estados de Sul, Sudeste e Centro-Oeste. No norte, só perdeu para Haddad no Pará. Já no Nordeste, tradicional reduto eleitoral petista, Haddad só não venceu no Ceará, onde Ciro Gomes liderou em sua terra natal.

Eleições para o Senado por São Paulo definidas

Com 95,09% das urnas apuradas, os deputados federais Major Olímpio (PSL) e Mara Gabrilli (PSDB) foram eleitos senadores por São Paulo, com 25,79% e 18,63%, respectivamente.

O ex-senador Eduardo Suplicy (PT) não foi eleito e ficou com 13,32%.

Major Olímpio, de 56 anos, é policial militar desde 1978, foi deputado estadual em São Paulo por dois mandatos.

Mara Gabrilli, 50 anos, é publicitária, psicóloga, foi secretária da Pessoa com Deficiência da Prefeitura da capital paulista e vereadora na Câmara Municipal de São Paulo.

(Agência Brasil)

Desenvolvedor Web - Relbert Ribeiro