OUÇA AO VIVO 750 AM

Atletas de São José conquistam ouro e bronze no Parapan

Duas ótimas notícias para São José dos Campos no primeiro dia dos Jogos Parapan-Americanos que estão sendo realizados em Lima, capital do Peru. No domingo (25), dois atletas que competem pela equipe de paradesporto da cidade conseguiram medalhas de ouro e de bronze.

Edson Pinheiro (ao centro), que detém o melhor tempo do mundo nos 100m em sua classe, recebe a medalha de ouro no Parapan de Lima - Foto: Divulgação
Edson Pinheiro (ao centro), que detém o melhor tempo do mundo nos 100m em sua classe, recebe a medalha de ouro no Parapan de Lima – Foto: Divulgação

A medalha de ouro veio na prova de 100 metros rasos da classe T38, que corresponde a paralisados cerebrais. Edson Pinheiro, que detém o melhor tempo do mundo na prova, com 11s08, ficou em primeiro e vai voltar com a medalha de ouro para o Brasil. Ele marcou o tempo de 11s45, novo recorde pan-americano em sua classe.

Edson tem 40 anos e está competindo no Parapan nas provas de 100 e 400 metros rasos. Suas maiores conquistas são medalhas de prata no Mundial de Doha em 2015 e de bronze no Mundial de Lyon em 2013; bronze nos Jogos Paralímpicos do Rio em 2016; e ouro e bronze no Parapan de Toronto em 2015.

Bronze

Lorena Spoladore, também integrante da equipe de paradesporto de São José, ficou com medalha de bronze na prova de 200 metros rasos do Parapan na categoria T11 (cegos), orientada pelo guia Renato Bem Hur. O pódio foi uma demonstração de força do Brasil, que ficou com os três primeiros lugares na prova.

A atleta tem 23 anos de idade e está disputando em Lima as provas de 100, 200 e 400 metros rasos. Lorena tem no currículo medalha de prata no revezamento 4×100 metros rasos dos Jogos Paralímpicos do Rio em 2016 e de bronze no salto em distância na mesma competição.

Time São José

Seis atletas e um dirigente do Time São José de alto rendimento estão em Lima representando o Brasil. Cinco atletas pertencem ao Instituto Athlon, que responde pela gestão das equipes paralímpicas que representam o município.

Além dos já medalhistas Edson Pinheiro e Lorena Spoladore, ainda vão competir Lucas Prado e Daniel Mendes, ambos da equipe de paratletismo, e Leandro Henrique da Silva, da equipe de vôlei sentado. O dirigente Kelvin Bakos, também do Athlon, foi convocado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro como coordenador das modalidades de judô, futebol de 5, goalball feminino e goalball masculino.

Na modalidade de parataekwondo, o atleta Alexandre Daniel, 44 anos, vencedor do Campeonato Brasileiro de 2018, irá disputar seu primeiro Parapan. Alexandre é atleta avulso com apoio da Prefeitura. Praticante da modalidade há 26 anos, somente em 2018 ele passou a competir no paradesporto como portador de paralisia cerebral congênita.

Após as competições de domingo, o Brasil está isolado na liderança do quadro geral do Parapan com 79 medalhas, sendo 27 de ouro, 23 de prata e 29 de bronze. O país venceu as últimas três edições da competição.

As modalidades de paradesporto contam com apoio da Prefeitura de São José dos Campos por meio da LIF (Lei de Incentivo Fiscal).

 

WhatsApp chat