OUÇA AO VIVO 750 AM

Alvos da Lava Jato pressionam Câmara a votar mudanças na Lei Penal e Moro reage

Alvos da Lava Jato pressionam Câmara a votar mudanças na Lei Penal, que abrandam punições para diversos crimes de colarinho branco. A manobra fez com o futuro Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro reagisse.

Integrantes do PP, sigla implicada no escândalo da Petrobrás e terceira maior bancada da Câmara, condiciona a votação do projeto de Lei ao apoio a candidatura de Rodrigo Maia (DEM) a reeleição a presidência da Casa.

Maia, por sua vez, disse que está estudando o assunto e ouvindo algumas pessoas antes de colocar o projeto na ordem do dia.
Sérgio Moro, que foi juiz da Lava Jato até o começo do mês, na 13ª vara Federal de Curitiba, destacou que o projeto de lei pode significar a soltura antecipada de presos perigosos e prejudicar a disciplina nas prisões. O projeto prevê progressão de pena antecipada em casos de presos de unidades superlotadas.

Moro entende que o projeto deve ser apreciado somente na próximo legislatura, uma vez que o novo governo deve apreciá-lo.

Jesse Nascimento

Veja mais:

Deputado Federal João Campos (PRB-GO) anuncia a candidatura para a Câmara e tem a simpatia do presidente eleito Jair Bolsonaro

WhatsApp chat